”A tempera de uma alma é dimensionada na razão direta do teor de poesia que ela encerra” (Horácio Quiroga)

28 de julho de 2011

Paixão Contida

Ah, essa paixão latente, mas tão pulsante,
Finalmente se revelará em toda plenitude,
Quando, enfim, nossos corpos se fundirem
Sob os fulgores desse entardecer de outono.

Um comentário:

  1. Boa tarde caro poeta, saudade das suas visitas, seu versos ficaram lindos e apaixonados, parabéns, bjus!!!

    ResponderExcluir