”A tempera de uma alma é dimensionada na razão direta do teor de poesia que ela encerra” (Horácio Quiroga)

14 de janeiro de 2012

Perdas e Danos

Ah... quanto tempo deixei pelos meus caminhos!
(Quanto deixei de cumprir com esse tempo).
Ah... esbanjamento inconsciente do pleno viver!
(Vida desperdiçada em tão fúteis propósitos).

10 de novembro de 2011

Quero-te

Quero-te!
Sem angústias: tomada de serenidade.
Quero-te!
Suave: como a brisa, calma, me tocando.
Quero-te!
Sem exageros: na dimensão do ideal.
Quero-te!
Otimista: no renascer dos teus sonhos.
Quero-te!
Caminhando consciente, para nós dois.

29 de outubro de 2011

Quando a tarde cai

Na tarde outonal, que já finda,
Os amantes observam, na penumbra,
Seus corpos nus, ainda extenuados
Dos extremos prazeres que gozaram.
.
A chama do desejo, ainda acesa,
Aproxima-os na quase noite,
Retomando as carícias interrompidas
E que voluptuosamente os envolve.
.
Assim, tão excitados, se entregam.
Seus corpos se integram na avidez do prazer,
Seus lábios sussurram todo o tesão restante
E explodem num frêmito de gozo mútuo.

17 de outubro de 2011

25 de setembro de 2011

Descuido

Ciúme (de fácil germinar),
Defesas mentais (postas em segundo plano).
Um nada de nuvem cinza e temos, certamente, uma colossal tormenta.

22 de setembro de 2011

Calmaria

Ouve-se a música do tritão
Sob águas azuis, cristalinas.
Anfitrite e Poseidon lhe ensinaram a arte, nos búzios.

20 de setembro de 2011

18 de setembro de 2011

17 de agosto de 2011

Amanhecer

Naqueles recentes carmins
              Que queimam a barra do dia,
Depositei os meus anseios,
Renovei os meus estímulos
              E parti; caminhando por aí.




14 de agosto de 2011

Chegada

No dia que chegares,
O sol terá um brilho especial
E as flores, certamente,
Exibiram suas cores mais lindas.
.

Uma brisa, calma e perfumada,
Derramará seu hálito sobre ti
E tu caminharás, leve e feliz,
Até tuas mãos tocarem as minhas.

L'arrivé

Le jour où vous êtes arrivé,
Le soleil a un éclat particulier
Et les fleurs, bien sûr,
Montré leurs couleurs les plus belles.
.

Une brise, calme et parfumé,
Versez son souffle sur vous
Et vous allez marcher, léger et heureux,
Jusqu'à vos mains toucher le mien.

28 de julho de 2011

Paixão Contida

Ah, essa paixão latente, mas tão pulsante,
Finalmente se revelará em toda plenitude,
Quando, enfim, nossos corpos se fundirem
Sob os fulgores desse entardecer de outono.