”A tempera de uma alma é dimensionada na razão direta do teor de poesia que ela encerra” (Horácio Quiroga)

6 de agosto de 2011

Pintasilgo

O mundo: passarada.
Eu: passarinho.
Ai, ai, ai gaiola danada,
Afasta-te do meu ninho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário