”A tempera de uma alma é dimensionada na razão direta do teor de poesia que ela encerra” (Horácio Quiroga)

1 de março de 2011

Olhares

Ainda que não percebas
Tu estás mais viçosa.
Teu corpo todo recende
Os suaves perfumes
Da primavera, que já chega.
.
Meus olhares ansiosos
Aguardam dos teus,
A presença do azul,
Para, alegres, cantarem
Os desejos neles contidos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário